Três Coroas Shoes: Zero Grau Gera Mais de R$ 5,5 Milhões em Negócios

Fotos: Dinarci Borges/Estúdio FlashTOP

A Zero Grau, feira que ocorreu nos dias 15, 16 e 17 de novembro, em Gramado/RS, apresentou as coleções de inverno 2022 de 12 empresas que expuseram no espaço do Três Coroas Shoes, coordenado pelo Sindicato da Indústria de Calçados, Componentes para Calçados de Três Coroas/RS, SICTC, vendendo mais de 97 mil pares de calçados para lojistas de todo o Brasil.

Mais uma vez, o Estande Três Coroas Shoes reuniu o melhor da produção calçadista gaúcha em seus mais de 400 metros quadrados de mostra, apresentando novidades de 12 empresas que lançaram coleções para o inverno 2022: Ana Flex | Angel Flex | Ana Vitória, Andine, Cia Perfeita, Eléia, Infinitu’s, Ipadma, Killana, Madre Floé, Mulher Sofisticada, Parabela, Stéphanie Classic e Variettá.

Já no segundo dia da mostra, com os corredores repletos de lojistas vindos de diversos estados brasileiros, o executivo comercial do SICTC, Juliano Mapelli afirmou: “Existe uma expectativa de retomada, de consolidação de negócios. Esse contato cara a cara entre fabricante e lojista é importante. Todos estão entusiasmados com a oportunidade”.

Juliano, ressaltou, também, a presença de importadores que vieram de diferentes países, mesmo ainda em pandemia e com o setor da aviação um tanto confuso em função da escassez de voos: “Todos que puderam vieram conferir as coleções que estão fantásticas, com um mix de produtos de alta qualidade”.

Para o lojista Philip Brookes, de Fortaleza/CE, é visível a diferença entre a Zero Grau de 2021 e 2020. “Com a segurança da vacina e a liberdade, o público está mais otimista para comprar. O que é muito bom”, avalia ele.

Brookes, que tem ao total seis lojas com marca própria entre Fortaleza e Recife, veio até a Zero Grau para produzir em caráter private label. “As coleções estão atuais, alinhadas com as tendências de moda mundiais, perfeitas”, afirma. Brookes ainda identifica nos calçados produzidos em Três Coroas um item muito importante: a qualidade.

Entusiasmo nos corredores

Com o grande fluxo de compradores pelos corredores da mostra, o entusiasmo dos calçadistas foi visível. Para Márcio Port dos Santos, diretor da Calçados Variettá (Três Coroas/RS), “os números aumentaram praticamente 100% em relação ao ano anterior, o que nos dá um sentimento real de retomada dos negócios. Mesmo estando em plena pandemia, vemos uma luz no fim do túnel para as temporadas que se iniciam”, avalia.

Márcio destaca a qualidade dos clientes que estiveram na Zero Grau, muitos deles novos. Todos, segundo ele, vieram ao evento para de fato fechar negócios e estreitar laços com seus fornecedores. “Estou otimista! Chegou a hora do setor parar de apanhar e voltar a sorrir com perspectivas de real crescimento e incremento no setor”, pontua ele.

Números comprovam retomada

Depois de compilar os dados, o Sindicato da Indústria de Calçados, Componentes para Calçados de Três Coroas/RS, SICTC, somou um total de 97.943 pares de calçados vendidos durante a Zero Grau pelo grupo de 12 empresas que se reuniu no espaço do Estande Três Coroas Shoes – soma dos mercados interno e externo.

O total negociado pelas empresas ultrapassou os R$ 5,5 milhões, o que mostra a retomada do setor. Para Juliano Mapelli, executivo comercial do SICTC, “os números de 2021 foram muito bons, superiores aos do ano anterior, especialmente em números de pares. O entusiasmo dos fabricantes junto aos lojistas foi visível, percebemos que os negócios estavam acontecendo. É o movimento do mercado retornando, voltando”, avalia. O SICTC contabilizou, ainda, a prospecção de 67 novos clientes que visitaram o espaço do Três Coroas Shoes e de negócios que poderão se consolidar nas próximas semanas, na ordem de quase R$ 1,8 milhões.

Mapelli também destaca o momento favorável às exportações, uma vez que do volume negociado na Zero Grau pelos calçadistas que participaram do espaço do Três Coroas Shoes, elas representam quase 12% do total. “Importante destacar que neste mercado as atividades também retornam ao caminho da normalidade. Com o dólar no patamar que está, o calçado brasileiro, que é conhecido no exterior por sua qualidade, fica mais competitivo”, finaliza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s