SICC dá a largada para um segundo semestre promissor

Com 400 expositores e 1,4 mil marcas, a 28ª edição do SICC – Salão Internacional do Couro e do Calçado teve início nesta segunda-feira, 20 de maio, com pavilhões lotados e muito foco nas vendas para o segundo semestre. Em coletiva de imprensa, a direção da feira se disse bastante satisfeita com a repercussão e perspectivas e, inclusive, viu-se obrigada a liberar a entrada dos lojistas mesmo sem credencial, tamanha fila logo nas primeiras horas da programação.
A mostra ocupa 30 mil metros quadrados do Serra Park, em Gramado/RS, com os pavilhões 1, 2, módulo 4 e Estação 3. Neste ano, com apoio do Sindicato da Indústria de Calçados, Componentes para Calçados de Três Coroas (SICTC), foi viabilizada a vinda de mais de 200 importadores, vindos de em torno de 50 países. Destaque para o Equador, com uma delegação de 31 compradores, seguido do Peru e do Uruguai. Foram disponibilizadas 1 mil passagens e hospedagens a lojistas selecionados conjuntamente com o SICTC, além de outras 1,5 mil estadias, movimentando 77 hotéis de Gramado e Canela.
Outra boa notícia foi a participação de 33 empresas pela primeira vez e o retorno da Vulcabras Azaleia ao evento, o que só comprova a importância do SICC para todos os players do mercado. Destas 33 empresas, muitas são, inclusive, de fora do País, de olho nos compradores internacionais presentes nos pavilhões.

BOAS EXPECTATIVAS
Vice-presidente do SICTC, João Batista Vargas de Souza representou a entidade na coletiva e acredita que esta seja a melhor edição de todos os tempos. “Lá dentro está fervendo”, disse, referindo-se ao estande do projeto Três Coroas Shoes, cuja sua marca, Mulher Sofisticada, faz parte.
O polo de Três Coroas está representado por 20 empresas, dez delas presentes no espaço Três Coroas Shoes. A cobertura completa do evento você confere no Instagram (@trescoroasshoes) e Facebook (/trescoroasshoes).

TENDÊNCIAS
Nos estandes dos expositores de Três Coroas, entre as informações de moda que se destacam estão as estampas animais, muitas vezes usadas juntas num único modelo, e também materiais naturais, como cordas e jutas, aplicadas nos solados e cabedais. As mules seguem em alta, dividindo espaço com sandálias de tiras finas e saltos diferenciados, com forte influência da moda dos anos 1990.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s